As experiências dos Grupos com Portadores e Familiares

http://youtu.be/yRQkITHjZ5k

Aí em cima está o link para um entrevista com o médico neurologista Cícero Galli Coimbra. Abaixo está um resumo sobre o vídeo. Achei muito interessante a entrevista e compartilho com os leitores do blog. Serve como uma parada para refletir no estilo de vida e também sobre o quanto isso se encaixa com você, que tem Esclerose Múltipla.

A ciência admitia a idéia de que o stress provocava apenas alterações funcionais no sistema nervoso, mas agora se sabe que ele dá origem a alterações estruturais e a processos degenerativos. Nesta entrevista, Dr Cícero G. Coimbra nos fala sobre a influência do stress na destruição de neurônios, resultando nas doenças neurodegenerativas que habitualmente atribuímos à velhice, como doença de parkinson, mal de Alzheimer, doenças autoimunes, etc.  Em contraposição, demonstra o papel da serenidade na produção de novos neurônios e consequente preservação ou cura da saúde do cérebro e dos tecidos nervosos. A gênese de neurônios feita pelas células tronco cerebrais, que existe para repor neurônios perdidos, é propiciada pela tranquilidade emocional e  bloqueada pelo stress, pela ansiedade, depressão e sofrimento continuados, o que ocasiona inúmeras graves enfermidades. Em resumo, o stress constante mata neurônios e impede que nasçam outros em substituição.
Idosos mais serenos são mais saudáveis e mais ativos. Esta atividade também contribui para manter a juventude do cérebro, porque estimula a produção de células para as áreas utilizadas. O cérebro, assim como um músculo, se desenvolve com exercício e se atrofia com a inércia. Depressão em idades mais avançadas é um alto fator de risco para doenças neurodegenerativas e deve ser tratada com rigor.
Dr. Cícero também aborda a relação entre insuficiente luminosidade solar e incidência de doenças autoimunitárias. Locais mais próximos à linha do equador têm menos lupus, artrite reumatóide, esclerose múltipla, etc. A luz solar sobre a pele produz vitamina D em grande quantidade, e esta impede que o próprio organismo se ataque a si mesmo (doença autoimune). Mas o estilo de vida moderno não expõe o corpo à luz solar em quantidade suficiente, o que eleva o índice de aparecimento dessas moléstias. O grau de virulência das moléstias depende da quantidade de vitamina de D presente no sangue. 
A depressão também está associada a falta da luz solar e da vitamina D. A vitamina D não apenas controla a agressão do sistema imunológico contra nosso próprio organismo como também tem outros efeitos benéficos sobre o sistema nervoso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: