As experiências dos Grupos com Portadores e Familiares

Arquivo para dezembro, 2011

2012

Oi, pessoal.

Passei batido pelo Natal, mas com o ano novo chegando eu quero dar uma palavrinha. Esse ano que termina foi um ano de início de sonho realizado. Iniciar os grupos foi para mim o que de mais significativo me aconteceu . Ver as pessoas participando do grupo e tendo uma mudança real em suas vidas é algo, como se diz, sem preço para mim. A cada encontro do grupo, de portadores ou familiares, vi muitas “fichas caindo”. Cada um da sua forma e também no seu tempo, claro, mas isso me trouxe a clareza do poder dos grupos de apoio.

Interagir, falar, refletir e ouvir de volta, são algumas das ferramentas dos nossos encontros. Pode soar como pouco, mas para quem está lá vivenciando cada encontro sabe o quanto já é muito. Falar sobre algo que dói muito e ser ouvido por outro que sabe realmente como é estar no seu lugar é algo que poucos têm coragem para fazer. Para ouvir do outro palavras, quaisquer que sejam, e para recebê-las de peito aberto também é preciso muita força. Refletir sobre seus próprios tropeços também é outro exercício de flexibilidade. Tudo isso acontece nos grupos.

É lindo de ver esse processo acontecendo nas pessoas. E participar de um grupo de apoio não é para qualquer pessoa. Tem que ser muito humano – se permitir ser e se deixar ser visto como um – e muito flexível para isso. Recomendo o grupo a todos os que acreditam que têm a capacidade de ser um humano na frente do outro. Do contrário, é melhor nem tentar muito. O grupo não tem espaço para pessoas menos que reais. Não que eu tenha criado essa regra, mas é muito mais que o dinamismo que acontece lá não combina com meias verdades.

Sendo assim, eu deixo aqui meu sincero convite a todos os que têm lido esse blog, para participar do grupo de portadores ou de familiares de portadores de Esclerose Múltipla. Terei enorme satisfação em receber aqueles que querem por à prova suas capacidades de “esticar-se” dentro de si e também de “esticar-se” em direção ao outro.

Um abraço forte a todos os leitores do blog e desejo de um novo ano repleto de luz e realizações.

Que venha 2012!!!!!!

 

Novidades sobre Alzheimer

Pessoas! Essa reportaggem sobre o Alzheimer saiu ontem na 
Zero Hora online. Achei interessante colocar aqui porque 

fala sobre uma possível maneira de prever alterações nas 
funções cerebrais. Ou seja, detectam sinais antecipadamente 
ao desenvolvimento do quadro completo da doença. Assim sendo, 
pode vir, num futuro distante (ou não) a ajudar a
prevenir Esclerose Múltipla. Confira abaixo.
__________________________________________________________________________________________________________________

Exame de sangue pode prever Mal de Alzheimer

Teste pode detectar alterações moleculares caracterizadas pela função cerebral limitada e problemas de memória que podem afetar atividades diárias

//

Uma pesquisa da Finlândia descobriu que um exame de sangue pode ajudar médicos a detectarem com mais precisão o Mal de Alzheimer, pelo menos cinco anos antes que os sintomas comecem a se manifestar.
A partir do teste, seria possível detectar alterações moleculares caracterizadas pela função cerebral limitada e problemas de memória que podem afetar atividades diárias. Os pesquisadores finlandeses acompanharam 143 pessoas que sofrem de transtorno cognitivo leve junto com 46 pessoas saudáveis e 37 com doença de Alzheimer. Verificou-se que 52 pessoas que sofriam de transtornos cognitivos desenvolveram Alzheimer depois de 31 meses.
Os pesquisadores encontraram alterações químicas no sangue desses voluntários, o que indica mudanças no cérebro associadas com o desenvolvimento de Alzheimer. Eles esperam que o novo teste possa ser usado em larga escala dentro de alguns anos, para ajudar médicos a diagnosticarem o problema mais cedo, permitindo melhor controle dos efeitos da doença, que degenera as funções cerebrais.
O estudo, realizado por cientistas da Universidade do Leste e Centro de Pesquisa Técnica da Finlândia (VVT), foi publicado na revista Translational Psychiatry.
Sintomas da doença
Cada paciente é acometido de uma forma diferente. No entanto, existem pontos em comum. O sintoma primário mais recorrente, por exemplo, é a perda de memória. Muitas vezes, os primeiros sintomas são confundidos com problemas de idade ou estresse. Quando a suspeita recai sobre a Doença de Alzheimer, o paciente é submetido a uma série de testes cognitivos e radiológicos.
Com o avanço da doença, aparecem novos sintomas, como confusão mental, irritabilidade, agressividade, alterações de humor, falhas na linguagem, perda de memória a longo prazo. É nesta fase que o paciente começa a desligar-se da realidade. O Mal de Alzheimer pode manter-se não diagnosticado e assintomático durante anos.
Fonte: Associação Brasileira de Alzheimer

O que nosso organismo quer?

Estava eu lendo um artigo sobre Diabetes Tipo 2 para saber mais sobre essa doença. Me deparo com a seguinte frase do médico: “As mudanças que previnem a Diabetes Tipo 2 direcionam-se todas para a moderação: uma dieta balanceada, exercícios físicos e manutenção do estresse.”
E aí fiquei pensando, de tudo que já li até hoje sobre doenças orgânicas e psíquicas. A receita parece ser sempre a mesma!
Para prevenir hipertensão faça dieta balanceada, exercícios físicos e manutenção do estresse.
Para prevenir a Depressão faça dieta balanceada, exercícios físicos e manutenção do estresse.
Para prevenir a cancer faça dieta balanceada, exercícios físicos e manutenção do estresse.
Para prevenir a ansiedade faça dieta balanceada, exercícios físicos e manutenção do estresse.
Ataques de Pânico?? Faça dieta balanceada, exercícios físicos e manutenção do estresse.
Problemas com sono? Faça dieta balanceada, exercícios físicos e manutenção do estresse.
Parece que para antes e depois do diagnóstico da Esclerose Múltipla, a receita não seria diferente para todos. Estão todos fazendo suas tarefas de casa?
Não é tão difícil, não é mesmo?!
Mas parece que com muitos portadores de EM que conheço a receita era sempre parecida antes do diagnóstico: vida enlouquecida com trabalho, bastante estresse e quase nenhum cuidado com a alimentação. O questionário que fiz abaixo parece mostrar bem isso.
Amar-se parece ser o melhor remédio contra toda e qualquer doença.
Ame-se sempre!!

%d blogueiros gostam disto: