As experiências dos Grupos com Portadores e Familiares

Confirmação

Oi, pessoal.

Ontem li um artigo sobre psiconeuroimunoreumatologia e encontrei dados interessantes que confirmam o que eu falei no post anterior a esse. Essa palavra psiconeuroimunoreumatologia significa o estudo – bem grosseiramente falando – da interrelação entre as áreas descritas na própria palavra. Ou seja, o que interessa pra nós é que ela aponta para os dados que correlacionam a imunologia e a psicologia.

Sabemos que a Esclerose Múltipla é uma doença auto-imune e  isso significa que o corpo decide atacar a si próprio em algum momento, sem saber-se das causas exatas desse autoataque e é aí que a pesquisa entra. E a psiconeuroimunoreumatologia faz isso e vai além, correlacionando ainda com a neurologia e a reumatologia.

Bem, o nome do artigo que li chama-se PSICONEUROENDOCRINOIMUNOREUMATOLOGIA:EXPLORANDO OS MECANISMOS BIOLÓGICOS DAS MANIFESTAÇÕES PSICOSSOMÁTICAS e pode ser encontrado na internet. O autor: José Antonio Pereira da Silva. Esse artigo, portanto, confirma o que tenho observado nos grupos. Ou seja, histórias com fortes estressores de longa duração na infância e na adolescência fazem com que o organismo assuma um padrão de hiperreatividade ao estress e assim faz com que o corpo aumente suas taxas de anticorpos ativos no organismo.

O artigo aponta para a hipótese: “…talvez como em humanos, o comportamento, o stress, as relações psicossociais pudessem ter influência decisiva sobre o processo inflamatório, supostamente somático.” (pág. 257)

Estou feliz de ler que minhas observações têm se aproximado, mesmo que minimamente, da realidade já observada por médicos estudiosos da área que busca interrelacionar a mente e o organismo. Talvez isso não seja nenhuma novidade para alguns ou muitos, mas o fato é que se aproxima da experiência que tenho tido com os portadores da EM e não vejo esse conhecimento sendo aplicado e usado com a população portadora.

Há ainda muito medo e desconhecimento de muitos profissionais para se aplicar os conhecimentos vindos da psicossomática e áreas afins, esse é o fato. Muito do conteúdo vindo da mente tem sido ignorado ao se tratar doenças orgânicas, quase como se o ser humano fosse um corpo ambulante, sem psique.

Continuemos em nossa busca!

Abraços a todos.

Anúncios

Comentários em: "Confirmação" (3)

  1. Mari disse:

    Sensacional! Vamos sentindo, verificando, questionando e arriscando montar ideias.

  2. eu tmb acho q o nosso psicológico (grosseiramente falando) atua e muito na EM e seus surtos. Os estudos poderiam buscar em pessoas com EM, coisas em comum, como mesmo diz no artigo: “histórias com fortes estressores de longa duração na infância e na adolescência” eu sou essa pessoa com esse tipo de história..hiperativa, ansiosa…acho q a nossa mente manda em tudo q se refere ao nosso corpo, ou pelo menos tem uma fortíssima influência nisso. Pelo menos meus surtos foram em momentos de grande tensão e estresse na minha vida…associei isso logo q descobri a doença, mas não tinha associado ao passado, ao q acontecia, pois sofri muito na infância e adolescência, com surras abusivas por parte de alguém q se denomina “pai”, vivia acuada, com medo, sofri muito pois “ele” sempre foi omisso, se achava o dono da razão, maltratava a minha mãe, minha irmã, ele tirou minha inocência (não, não me refiro à abuso sexual, nunca sofri isso), pois desde muito cedo aprendi o q é ódio, rancor, dor, sofrimento…até hj não consigo dizer “eu te amo” p/ minha família..pois amor sempre foi um desejo reprimido por tantos maustratos por parte dele. Hj essa pessoa não faz mais parte da minha família, mas mesmo assim, infelizmente, ainda nutro o rancor por ele, aliás, essa é a única coisa q ele terá de mim, pelo resto de sua vida..Entretanto, hj, sou uma pessoa feliz, mesmo com EM. Acho q o q colabora com meus surtos, são assuntos mal resolvidos como este, mas infelizmente é o tipo de coisa q não se resolve…obs.: desculpe o texto tão grande, foi mais um desabafo do que um comentário..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: